sexta-feira, 25 de junho de 2010

PALAVRA

Deve ser dita na ocasião certa
Ou continuar por pronunciar,
Pode ser uma simpática oferta
Ou, simplesmente, envenenar;

Depende da ocasião e do lugar,
Há que avaliar o que vais dizer,
Porque pretendes aconselhar,
Terás que te examinar e rever

E assumir a, acertada, decisão,
Para que não haja possibilidade
De alguma ou qualquer confusão

E assim, na verdade e de tua lavra,
Acabarás fazendo boa aplicação
Da boa e inestimável, palavra!...
Fonte(s):
M. Piçarra

Nenhum comentário:

Postar um comentário