sábado, 26 de junho de 2010

A VOZ DO CORAÇÃO

Se meu coração falasse!

Diria da ventura suprema de estar envolto em amor

Se meu coração falasse,
Diria quanto dói a saudade de um ex-amor...

Se meu coração falasse,
Diria quanto pesa a angústia de uma injustiça

Se meu coração falasse,
Seria o melhor poeta
Diria da beleza de uma rosa
Da paz de um sorriso infantil
Da graça de um beija flor.

Se meu coração falasse,
Provavelmente seria um arauto da parceria
Um profeta ensinando-nos o Paraíso
Um seresteiro, um poeta, um trovador!

Se meu coração falasse,
Certamente cantaria doces canções exaltando os casais...

Conversaria em linguagem própria com os animais
Diria versos às flores
Faria dueto com as águas do rio a correr
Diria carinhos ao Sol e às Três Marias...

Se precisasse da escrita para se comunicar
Escreveria colorido
Talvez em vermelho paixão...

Ou em prata que pegaria das noites de luar!

E quem disse que ele não arranjou um jeito de falar?

Diz te amo com meu olhar
Entoa ternuras quando me ponho a cantar,
Reveste-me de verdade crua quando estou a poetar...

Pena que minha voz é baixinha
E nem todos a podem ouvir!
Só os amantes possuem o poder de escutar
A doce e meiga voz do coração...

Privilégio dos amantes, então...



Abílio Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário