quarta-feira, 21 de julho de 2010

Te amo tanto..., preciso falar mais?

Deixe-me falar o quanto te quero
O quanto te admiro, este sorriso
Que me chega tão terno, tão discreto
Tão secreto, que me fica difícil, decifrá-lo

Por que não amá-lo, desfrutar o teu
Carinho, as nossas entre linhas que
Revela-nos o quanto sentimos um
Pelo outro..., será que estou mentindo

Será que em teu peito não bate um coração
Que desejaria ser cortejado, amado
O beijo que te dedico não te deixa
Mais desejosa por senti-los
Meus abraços meu amor não chegam
A ti...

Voe em minhas palavras, alcance as
Rosas do meu canteiro, pouse sobre mim
Seu jardineiro..., tuas rosas estão a te
Esperar, as flores do meu quintal são
O teu lar protegido e claro, alegre e calmo

Vamos desfrutar deste amor
Que não tem pudor, que te faz sentir
Esta erupção de paixão de volúpia
De calor neste corpo sedutor
Que me deixa louco de prazer
Faz-me enlouquecer, me tira do sério
Acalma-me, me relaxa quando falo
Contigo, quando sinto a tua presença

Para você, são estes versos
Amor que tanto quero
Tudo em ti me atrai
Rosa do meu jardim
Ilumina a minha estrada
Comemore comigo
Isso não me negarás
Amor..., sempre de mim terás

Gerson(160710)

Nenhum comentário:

Postar um comentário