terça-feira, 3 de agosto de 2010

A GUERRA DAS GANGUES



Duas gangues, vinte almas, quarenta familias, o resto da humanidade.
Sorriu amargamente para o que se encontrava na sua frente.
Retribuiu com um sorriso malvado.
Tiraram as armas, os canivetes, sonharam com o perdão de Deus.
Agiram depressa, sonharam depressa, cresceram depressa.
Matavam sem dó, morriam se dó, corriam com medo.
Saltavam portões, amavam seus pais, choram uma perda.
Cantavam o sangue, faziam uma criança dormir, nunca mais acordavam.
Seria melhor morrer?
Seria melhor continuar essa vida de cão?
Eu nao sei.
Diga! Quem sabe assim eu desista de tudo e me dedique a você.
Quem sabe eu morra por você.
Eu olho para você e percebo algo muito, muito mesmo, grande.
Nos olhos de vocês, está escrito: me ajudem, eu não tive o amor que eu precisei!


By: Carool Moresco

Nenhum comentário:

Postar um comentário