terça-feira, 15 de novembro de 2011

Delírio apaixonante

Noite após noite sonho
Com nossos labios se encontrando
Porém sei que disso
Só poderei ficar imaginando

Seus olhos são tão lindos
Quanto o brilho da mais brilhante estrela
Sua alma é tão graciosa
Que rapidamente se percebe o quanto é pura essa donzela

Não sei o que fiz de tão ruim
Para não poder te abraçar
Não sei o que fiz de tão bom
Para ter a chance de te amar

Suas atitudes são inocentemente amorosas de um jeito único
Sua face é tão bela quanto o mar
Seu amor é tão lindo quanto o céu
Suas palavras tão encantadoras quanto um luar

Desde o seu nascimento
Você é abençoada com uma alma muito bela
Com ar de graça incomparável
Sendo que por isso, fui incapaz de não ama-lá

Nenhum comentário:

Postar um comentário