domingo, 18 de dezembro de 2011

Nunca mais...

E agora posso ver nitidamente que tudo, absolutamente tudo entre nós chegou ao fim. E não adianta vir me dizer que a culpa foi minha, que o erro foi meu. Porque nós dois sabemos que não foi! A propósito, querido, eu que sempre cuidei do nosso amor. Eu sempre tive a preocupação em não deixar o nosso relacionando “cair na rotina”, enquanto você ficava parado, reclamando e sem mexer um dedo para mudar a situação. No começo tudo estava indo muito bem. Mas aos poucos, você foi esquecendo que o que nos unia era um amor que exigia novidades, aventuras. E eu sempre busquei isso. E você? Só cobrava de mim! Mas éramos um casal, e era responsabilidade de ambas as partes cuidar desse amor. Agora existe um muro que nos separa. E sinceramente, não estou disposta a derrubá-lo. Não posso me submeter a isso mais uma vez. Porque aí já seria tolice da minha parte. […] Já fomos “nós”. Agora somos apenas “eu e você”. Separados. Independentes. Você colocou um ponto final na nossa história. Isso mesmo, você colocou! Eu vinha tentando adiar esse momento. Vinha pondo vírgulas e mais vírgulas e você sempre querendo logo um ponto final. Você foi fraco demais! Não foi forte o suficiente para “segurar a onda”. Você sempre foi um fracasso. E eu, tão besta fui tentar te reerguer e te fazer homem. E você continuou o mesmo moleque mimado de sempre. Você foi um erro na minha vida! Nunca me senti tão idiota como me sinto agora. E eu me pergunto o porque de eu ainda gostar tanto de você. E não quero saber a resposta. Porque já não adianta mais! Agora que eu já disse tudo que tinha pra dizer, você pode me fazer o favor de ir embora e não voltar mais. Nunca mais!

Um comentário:

  1. Vamos guardar o que a gente tem de melhor pra quem merece! (aprendi com vc)



    Abraços Thamara!

    ResponderExcluir