sábado, 10 de dezembro de 2011

Um dia...


Um dia nós vamos nos encontrar de novo, pode ser que seja por acaso em um dia chuvoso, em um restaurante no horário de almoço, em um mercado, tanto faz, mas quando esse dia chegar, quero primeiro te abraçar, sentir teu cheiro, e olhar nos teus olhos. Ai sim vou perguntar coisas sobre a sua vida, vou perguntar como você tá… Se está… feliz… Um dia, vamos nos encontrar, eu sei disso e vou perguntar porque me evitou tanto, porque nunca me disse o que sentia depois que deixou de sonhar os nossos sonhos. E se eu olhasse nos teus olhos, pedindo pra você me responder se ainda me ama, se realmente eu marquei sua vida ou se tudo o que me disse ainda é verdade, ou se um dia chegou a ser verdade. Um dia vou te perguntar se foi melhor viver longe de mim, vou perguntar se te faço mal, pois só nos afastamos de quem não nos faz bem. Um dia vou te olhar dentro dos olhos e vou dizer o quanto você me faz falta, o quanto mudei sem teu amor, o quanto vivi pensando no seu carinho. Um dia você vai saber que desde quando foi embora, não há uma noite que eu não vá dormir que não pense em você e não há nenhuma manhã que eu acorde sem pensar no seu  sorriso, nas suas manhas e seus charmes. Um dia quero poder te dar tudo o que escrevi para me libertar da perda, da perda do que mais amei… Um dia, eu sei que vamos nos ver novamente e eu sei que isso vai mexer comigo, isso já mexe comigo. Um dia quero perguntar se em nenhum miserável dia que se passou você não sentiu vontade de me ver, nem de me ligar, nem de me dizer o que sente, um dia quero entender o porque alguém afasta a pessoa que mais ama da vida dela, o porque evita falar do que sente, o porque deixar essa pessoa ir embora. Um dia vou poder dizer pra você de novo… Eu te amo.

Um comentário: