sábado, 17 de março de 2012

— Projota

Se eu demorar, me espera. Se eu te enrolar, me empurra. Se eu te entregar, aceita. Se eu recusar, me surra. Se eu sussurrar, escuta. Se eu balançar, segura. Se eu gaguejar, me entende. Se eu duvidar, me jura. Se eu for só tua, me tenha. Se não for, me larga. Se eu te enganar, descobre. Se eu te trair, me flagra. Se eu merecer, me bate. Se eu me mostrar, me veja. Se eu te zuar, me odeia. Mas se eu for boa, me beija. Se eu te amar, me sente. Se eu te tocar, se assanhe. Se eu te olhar, sorria. Se eu te perder, me ganha. Se eu te pedi, me dá. Se for brigar, pra que? Se eu chorar, me anima, mas se eu sorrir, é por você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário