segunda-feira, 21 de maio de 2012

Inconstância

Estou sempre partindo
Estou sempre chegando
Desaprendi de ficar
Fiz da minha vida uma aventura de passagens
Renovo a cada dia o compromisso de ser inteiro
Ainda q no fragmento
No coração levo um pouco de cada chão pisado
De cada amigo conquistado
Quando no intervalo entre um chegar e um partir
Houve oportunidade de reconhecer o parentesco espiritual
Que nos aproximou
E assim eu sigo
Coarado de sol
Molhado de chuva
Olhos postos na direção das estrelas
Que todos os dias polvilham o brilho
Sobre o opaco da minha alma
Eu?
Eu sou o andarilho
Desse mundão de meu Deus
Descobri desde muito cedo
Que as belezas da vida me chamam
Gritam o meu nome
E eu vou...

Nenhum comentário:

Postar um comentário