domingo, 12 de outubro de 2014

Tanta aparência. Tanto ego, tanta ostentação. Tanta valorização do externo, tanta cabeça vazia, assuntos vãos, falta de essência, de vontade e de caráter. Tanto favoritismo, tanta bajulação, tanta gente caminhando em direção ao nada. Tanto imediatismo, tanta falta do que falar, tanta gente solitária pagando de rica, perfeita e feliz. Tanto tempo perdido, vidas perdidas escorrendo pelos dedos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário