domingo, 19 de abril de 2015

Texto adaptado do grande sertão veredas de Guimarães Rosa - A crença e a descrença



É por isso que se carece muito de religião , ´pra desdoidar , pra desendoidecer mesmo.
O que eu mais penso atesto e explico é que todo mundo é louco , é louco!
Reza é que cura da loucura !
No geral!
Muita religião seu moço.
Eu cá é que não perco ocasião de uma boa religião.
Eu aproveito de todas.
Uma só pra mim é pouco , talvez não me chegue.
Eu bebo água de tudo quanto é rio.
Eu rezo cristão, católico e embrenho um sete.
E aceito as preces do meu cumpadre que ele é membro, a doutrina dele é do Kardeck.
Quando posso vou no mindubinho de um tal de Mathias , é crente metodista.
A gente lê alto a bíblia.
Chinga muito de pecador , e ora e ora cantando hinos belos pra Deus.
Tudo isso me aquieta , tudo isso me suspende.