sábado, 28 de maio de 2016

Mulher vazia; vazia de valores. Oca por dentro, vistosa por fora. Pedaço de carne exposto na vitrine do açougue das humanas vaidades. E como tudo que fica exposto, está sujeito às moscas; ou pode ser logo comprada, comida e descartada.
Quantos livros já lestes este ano? Por certo nenhum; esqueci que não gostas de malhar o cérebro, prefere malhar os glúteos em uma academia, prefere gastar horas no espelho checando se está tudo perfeito a esperança que teu corpo esbelto disfarce o quanto és vazia por dentro. Já dizia o poeta: "arrebita bem a bunda, vagabunda, que a bunda é tudo de bom que você tem".
Teu melhor amigo é o dinheiro, dinheiro no teu bolso, não necessariamente dinheiro do teu bolso, nem importa a origem suja, indigna. O que importa é que com esse dinheiro vais comprar um perfume caro na vã tentativa de disfarçar o cheiro podre da tua falta de caráter.
Mulher vazia. Não esqueça também, ao saíres, do reboco da tua cara inexpressiva, maquiagem pesada que tu usas para esconder tua falsidade, tuas falsas amigas interesseiras, tua vida fútil de baladas que te deixam cada vez mais solitária, mais vazia, mais usada, menos gente. E envolvida nesse mar de superficialidades, tu te esqueces do mais importante: o amor, os amigos, o lar, a família.
Por que não tentas, mesmo que de passagem, preencher o teu vazio com um pouco de cultura, com um pouco de vida real, com um pouco de simplicidade? Sabes quantos livros podes comprar com uma sandália da Carmem Steffens? Sabes quantas quantas pessoas podes ajudar com uma bolsa da Louis Vitton? Vá ao teatro, curta o por do sol, faça uma oração, vá a uma igreja, qualquer uma, mas vá, peça orientação a Deus.
Tente, pelo menos tente, ser admirada pelo que és e não pelo que tens. Vaidade e orgulho já destruíram os maiores reis e reinados da terra e só vão te deixar mais triste, mais solitária, mais velha, menos amada, vazia, mulher vazia. Você pode e deve ser muito mais que um par de seios e uma bunda, um corpo exibido . Mulher não se resume ao corpo, mulher é sentimento, carinho, delicadeza, atitude e inteligência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário